Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Carroça de Ouro

sombras cheias de luz e silêncio em altos sons.

Carroça de Ouro

sombras cheias de luz e silêncio em altos sons.

ao volante

Vinha entretido a caminho do trabalho e comecei a reparar nas pessoas que estavam à minha volta. Decidi encontrar diferentes tipos de condutores e os mais usuais são:

- Os Quasimodos desta vida: quem nunca esteve atrás de um carro com o condutor tombado para a direita, parece que têm um cabrão de um tijolo debaixo da perna esquerda, para não se magoarem nas hemorróidas;

- Os sem-articulações: aqueles estilosos que além de serem Quasimodos, também perderam a articulação do cotovelo e conduzem com braço todo esticado, agarrando o volante pelo ponto mais a norte;

- Os Eu conduzo bem é com os cotovelos: pessoas que puxam o banquinho do carro todo para a frente de tal forma que o ante-braço fica apoiado no volante e conseguem conduzir com o cotovelo;

- Os reza para que não esteja sol: são aquelas alminhas que para além de conduzirem com os cotovelos, puxam o banco todo para cima, e assim que entram no carro começam as avé marias e pais nossos, para que o céu esteja encomberto, porque elas não têm espaço para baixar a pala do carro sem que a mesma lhe bata nos cornos;

- A Inveja é coisa feia: a última categoria não é bem um tipo de condutor, mas sim um tipo de pessoa. São aquelas sumidades que têm um autocolante no carro a dizer "A inveja é coisa feia" e um boneco com dois piretes. Ora eu pergunto a estas pessoas se têm vergonha na cara, se têm problemas de vista, ou se são apenas metecaptos que mereciam descer o Bom Jesus de Braga de boca. Primeiro, ninguém tem inveja de um opel corsa ou de um saxo cup cheio de tunning. Segundo, matem-se caralho.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.